sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Aqui Jazz 2013 – Especial de Natal

Dia 15 de dezembro - no Parque Municipal
No repertório as mais bonitas composições natalinas


No dia 15 de dezembro (domingo) às 11 horas no Parque Municipal, acontecerá AQUI JAZZ ESPECIAL DE NATAL com a banda de jazz TAKE FIVE. No repertório as mais lindas e conhecidas canções natalinas nacionais e internacionais com belos arranjos jazzísticos.
Somente este ano o projeto Aqui Jazz patrocinado pelo Parque Renascer Crematório e Parque, daí o nome (Aqui Jazz), aconteceram seis edições – todas com entrada franca em praças de Belo Horizonte e Contagem -  aos domingos pela manhã. A banda Take Five é fixa, já toca no projeto há mais de sete anos, e a cada mês tem um cantor ou cantora convidados. Em 2013 participaram: Pedro Morais, Babaya, Beatriz Rodarte, Sérgio Pererê, Bauxita e Nathy Faria.
                                          
No dia 15 de dezembro (domingo) o show será apresentado pela Banda Take Five, que interpretará os grandes hits nacionais e internacionais com temas natalinos ou de paz, todos com nova roupagem jazzística. Fazem parte do repertório: Sound of silence (Paul Simon), Blowin in the wind (Bob Dylan), Imagine (J. Lennon), What wonderfull world (G.D. Weiss), Let It Be (Lennon & McCartney), Over the rainbow (Harold Arlen e E.Y. Harburg), Happy Xmas (J. Lennon) e White Christmas (Irving Berlin). Das músicas nacionais serão interpretadas pela Take Five: A paz (João Donato - Gilberto Gil), Natal das crianças (Blecaute), Oração de São Francisco (São Francisco), Se eu quiser falar com Deus (Gilberto Gil), Nossa Senhora (Roberto Carlos - Erasmo Carlos) e Boas Festas (Assis Valente).
 A direção artística é de Pedrinho Alves Madeira, a musical de Matteo Ricciardi e a concepção e produção geral do projeto da jornalista e produtora cultural Christina Lima.

A banda Take Five é formada pelo quinteto de músicos Ricardo Penido (trompetista), Matteo Ricciardi (saxofonista), Bruno Vellozo (contrabaixista), Leo Lana (percussão) e Walner Casitta (piano).

Considerado um dos mais simpáticos projetos, o Aqui Jazz acontece através da Lei Estadual de Incentivo a Cultura, é uma iniciativa do Parque Renascer e do Bosque da Esperança, que há nove anos promovem o projeto, com o objetivo de divulgar gratuitamente a música instrumental de qualidade, interpretada por artistas mineiros, em locais públicos de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Uma das características do evento é a presença de um belíssimo Cadilac 1974, que faz parte da frota de veículos do Parque Renascer.

“Aqui Jazz” Especial de Natal
Data: 15 de dezembro de 2013 / Horário: 11h
Local: Parque Municipal – Centro de BH
Entrada franca - Classificação Livre
Assessoria de Imprensa: CL Assessoria em Comunicação
(31) 3274-8907 ou 9981 4897 - Christina Lima
Incentivo à Cultura

Apoiar as artes mineiras nas suas variadas manifestações é uma prática desenvolvida desde sua fundação em 2000 pelo Parque Renascer, que já patrocinou o lançamento do livro “Dizendo Adeus”, de autoria do professor e doutor Evaldo A. D’Assumpção; a exposição de fotografias da jornalista Liliane Rosa, intitulada “Cemitérios” e a montagem teatral “Andar de Cima – Uma Comédia pra Amigos do Peito”, com o ator e diretor Luiz Arthur. Também realizou a exposição “Anjos de Igreja”, da fotógrafa Izabel Chumbinho, foi um dos apoiadores do espetáculo Teatral “Mulheres de Hollanda”, “Morte e Vida Severina”, promoveu os lançamentos dos livros “Os Comes e Bebes nos Velórios das Gerais”, da escritora Déa Rodrigues da Cunha Rocha e “Velórios Inusitados” do jornalista Mário Marinho. Patrocinou e realizou o lançamento do curta “Revertere ad locum tuum”, do diretor Armando Mendz. O Parque Renascer em 2012 patrocinou a restauração de todos os livros de registros de óbitos do Cemitério Municipal de Belo Horizonte. Livros de muita importância para a história da cidade, pois registram todos que estão enterrados no Cemitério do Bonfim desde a fundação de BH no ano de 1897.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

QUELUZ DE MINAS

Os músicos se reúnem para coquetel de lançamento em Conselheiro Lafaiete


Após quase 30 anos sem produzir musicalmente, o grupo vocal Queluz de Minas estará no dia 06 de dezembro (sexta-feira), às 20h, no Sallum Scotch Bar (Rua Coronel Artur Nascimento, 63) na cidade mineira de Conselheiro Lafaiete para lançar um EP com quatro músicas inéditas.
O Queluz, um grupo vocal de genética mineira (mais exatamente de Lafaiete), surgiu em 1979, com o intuito de fazer um show em homenagem a um músico de nossa cidade, João Salgado, que foi professor de 02 integrantes da banda. Ele fazia parte da famí­lia Salgado que ficou conhecida por fabricar as lendárias, e hoje raras, violas de Queluz.
Após o sucesso do evento inicial, várias propostas para apresentações foram surgindo e o grupo se apresentou em inúmeras cidades do interior de Minas e em importantes projetos na capital mineira.
O grupo foi premiado em dezenas festivais da canção, muito comuns à época. Em 1981 lançou um compacto duplo e em 1982 o LP ¨Pra Vida¨ todos privilegiando as músicas autorais. Estes discos estão esgotados. Nos anos 90 saiu uma compilação reunindo esses 02 trabalhos em um CD, que também se encontra esgotado.
O Queluz era basicamente um grupo acústico-vocal interpretando suas próprias canções. Até hoje, mesmo após sua extinção em 1983,  muitos músicos jovens da região ainda executam, com frequência, suas músicas como ¨Esse Meu Coração¨, ¨Veludo¨ e ¨Poeira¨.
O Grupo, que ficou longe dos palcos e dos estúdios por cerca de 30 anos, lançará em dezembro de 2013, um EP com quatro músicas autorais e inéditas. Mesmo não se tratando de um “revival”, os integrantes do grupo, que hoje transitam em várias frentes (alguns deles na música), resolveram se juntar e gravar este EP que será oficialmente lançado agora em dezembro.
Pelo prazer de cantar, como retribuição a um público seleto mas de fiéis seguidores e – por que não? – pra botar a cara a tapa.
Para as gravações do EP que será lançado agora em Lafaiete, foi convocado um time de peso, como Juarez Moreira (violão, guitarra e direção musical), Kiko Mitre (baixo), Neném (bateria), Ricardo Fiúza (teclados) e Cristiano Caldas (acordeon). O grupo vocal Queluz de Minas é formado por Valdênio, Moacyr, Ivan Curty, Tuca Boelsoms, Luiz Fernando, Maria Inez e Maria do Céu.
Como não haverá show, o grupo fará uma noite de autógrafos no Bar e Restaurante Sallum em Lafaiete na noite de sexta-feira dia 06 de dezembro a partir das 20 horas.
Serviço
Lançamento EP “Queluz de Minas”
Dia 06 de dezembro de 2013 - sexta-feira – às 20h
Sallum Scotch Bar - Rua Coronel Artur Nascimento, 63 – Centro
Conselheiro Lafaiete – MG
Entrada Franca

Outras informações: Tel: (31) 3721-1884                          
Assessoria de Imprensa:
Christina Lima – christina@christinalima.com.br - (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897
Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219


terça-feira, 26 de novembro de 2013

RENATO TEIXEIRA E SÉRGIO REIS Apresentam “AMIZADE SINCERA”

Foto: Caroline Bittencourt

Depois do enorme sucesso da apresentação no início do ano, quando os ingressos esgotaram rapidamente a dupla faz show intimista no dia 5 de dezembro no Palácio das Artes

Já está aberta a bilheteria para a venda de ingressos do show de dois dos mais importantes nomes da música brasileira, os cantores e compositores Renato Teixeira e Sérgio Reis. Eles estarão no Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1540 - Centro) no dia 5 de dezembro (quinta-feira), às 21h para apresentarem o espetáculo Amizade Sincera.  A produção local é de Jackson Martins Produções e Eventos.

Amigos desde os anos 60, os músicos são vizinhos e já trocaram diversas experiências musicais. Sérgio Reis, inclusive, já gravou quase todos os clássicos de autoria de Teixeira. O show promete emocionar o público com repertório que inclui clássicos, como Tocando em Frente, Romaria, Amora, Comitiva Esperança, O Menino da Porteira, Vide Vida Marvada, Frete e Trem do Pantanal.

A inédita Amizade Sincera, que dá nome ao trabalho, será o carro-chefe. De versos “Amizade sincera é um santo remédio/É um abrigo seguro/É natural da amizade o abraço, o aperto de mão, o sorriso”, reflete em canção a cumplicidade dos amigos cantores. E não poderia ser diferente, até porque Renato que a compôs.

A banda que acompanha Renato Teixeira e Sérgio Reis inclui dois filhos de Renato: Chico Teixeira no violão de doze cordas, e João Lavraz no baixo. Um filho de Sérgio Reis, Paulo Reis, é o responsável pela viola de dez e pelo violão. Completam o grupo: Dudu Portes (renomado baterista que já tocou com Elis Regina) e Márcio Werneck (na flauta e clarineta).

Serviço:
Renato Teixeira & Sergio Reis  - Show Amizade Sincera
Local: Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1.537 - Centro, BH
Data: 5 de Dezembro – quinta-feira  - Horário: 21h
Valores dos ingressos: R$150,00 (inteira) e R$75,00 (meia)
Meia-entrada válida para estudantes e idosos com idade acima de 60 anos (mediante a apresentação de documento comprobatório)
Vendas de ingressos: bilheterias do Palácio das Artes – De 9h às 21h
Classificação: livre
Informações para o público: (31) 3236-7400

Assessoria de Imprensa: CL Assessoria em Comunicação – (31) 3274 8907
Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 9775 8907

Christina Lima – christina@christinalima.com.br – (31) 9981 4897

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

“Dia Nacional do Samba” é celebrado com grande festa na Savassi

Foto: Eduardo Franco

No dia 1º de dezembro, a cantora Aline Calixto e a Bateria da Escola de Samba da Portela animam a rua Antonio de Alburquerque; após os shows, o filme
“Noel Poeta da Vila” será exibido

No dia 1º de dezembro (domingo) a partir das 15h, a Savassi (Rua Antonio de Albuquerque, entre Sergipe e Alagoas) receberá grande festa ao ar livre e gratuita, para comemorar “Dia Nacional do Samba”, data que cada vez mais está sendo identificada como das mais importantes para o povo brasileiro. Muito samba vai rolar com os shows de Aline Calixto e Bateria da Escola de Samba da Portela. Após os shows será exibido o filme “Noel Poeta da Vila”.

Para comemorar a data a Artbhz Produtora de Espetáculos – empresa de entretenimento familiar das mais respeitadas do país, está cuidando de todos os detalhes. A festa contará com seguranças particulares, Polícia Militar, grande tenda, cadeiras, banheiros químicos, telão e barraquinhas comercializando bebidas e petiscos. O evento é realizado através da Lei Estadual de Incentivo a Cultura e faz parte dos projetos Skol Facul e Circuito Cine Show.

A entrada é franca, mas pede-se a doação de um quilo de alimento não perecível, que serão doados para a Associação Beneficente Força do Bem.           

                                        ALINE CALIXTO
Considerada uma das nossas mais importantes cantoras, é hoje a grande revelação do samba em todo o país. Com uma ginga e voz muito especial Aline Calixto tem em seu repertório músicas compostas especialmente para ela de grandes sambistas nacionais.

Seu primeiro CD foi lançado em 2009, mas muita coisa aconteceu de lá para cá. A cantora encantou muita gente, esbarrou com ídolos no palco e fora dele, foi premiada e, conquistou a confiança de muitas feras, que lhe entregaram composições para ela gravar. No seu segundo é CD “Flor Morena” Aline se mostrou mais madura e segura. Carioca se mudou para Minas Gerais ainda pequena, mas voltou ao Rio para se afirmar como uma das revelações da música brasileira.
Neste disco várias canções se destacam. Os ritmos latinos se encontram com violão, moringa e efeitos em “Conversa Fiada”, a única composição do disco em que letra e melodia levam a assinatura de Aline. “Teu Ouvido”, que fala de amor e faz uma analogia entre a batida do coração e a do bumbo, é uma parceria com Thiago Paschoa e Arthur Maia. O baixista, que acompanha feras como Gilberto Gil, assina a produção musical do álbum e a maior parte dos arranjos ao lado de Thiago Delegado, o violonista que toca com Aline desde o início de sua carreira e que tem uma harmonia e forma de tocar muita própria.  “Esse disco está cheio de pessoas queridas, que eu admiro muito. “Flor Morena” tem arranjo de Gilson Peranzetta, um dos grandes maestros do Brasil. “Gemada Carioca” foi composta e arranjada por Martinho da Vila”, conta Aline. A faixa-título, “Flor Morena”, foi um presente do amigo Arlindo Cruz e de Zeca Pagodinho. Zeca compôs a música para sua filha, mas deu a Aline a responsabilidade de eternizá-la, mostrando a força das mulheres. “É uma música linda, porque retrata a mulher de forma muito doce, como uma flor, enquanto tem tanta letra por aí que bombardeia as mulheres.” O cuidado com o que canta também ajudou Aline a decidir colocar no repertório “Caçuá”, de Paulo César Pinheiro com o baiano Edil Pacheco. Quando ouviu, apaixonou-se.
 Aline ganhou fãs no Brasil todo, e já gravou com Martinho da Vila, Sérgio Lorozza, Flavio Renegado. O mundo do samba e da música brasileira abraçou Aline Calixto.
De Viçosa, município mineiro no qual aonde tudo começou, a cantora se prepara para fazer sua primeira turnê internacional, pela Austrália e Nova Zelândia. Passo óbvio para quem já foi agraciada com o tão desejado o prêmio Disco do Ano da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), em 2009, um ano antes de ela ser indicada em duas categorias no Prêmio de Música Brasileira, melhor Cantora de Samba e melhor Cantora por Voto Popular. 
BATERIA DA PORTELA

Falar da bateria da Portela é lembrar de grandes mestres que escreveram a história do samba. Sua batida firme é reconhecida no Brasil e no exterior, o que a fez ganhar fama no mundo dos bambas como a "Tabajara do Samba".
Comandada pelo Mestre Nilo Sérgio, a bateria apresentará sambas enredos clássicos e o hino de 2013, do enredo: Madureira... Onde o meu coração se deixou levar..., que a escola apresentou na Sapucaí no domingo de carnaval e que celebrou os 400 anos do bairro da agremiação. Além disso, a bateria promete agitar o publico com releituras de grandes nomes da musica brasileira, como Jorge Benjor, Lulu Santos, Tim Maia, Seu Jorge, levando o clima da quadra da escola para todas as suas apresentações.
Composta por 12 ritmistas, a bateria contará ainda com a participação de componentes da ala das passistas O interprete que estará no comando será Emerson Matos, segunda voz da escola e uma das mais promissoras vozes do carnaval carioca.
A Portela é a campeã absoluta, com 21 títulos conquistados. É a escola de coração de grandes nomes, como Monarco, Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho, Teresa Cristina, Diogo Nogueira e da saudosa cantora mineira, Clara Nunes. Em 2013, a agremiação completa 90 anos.

FILME: NOEL  POETA DA VILA
A direção é de Ricardo Van Steen e no elenco estão Camila Pitanga, Paulo César Pereio, Roberta Rodrigues e Flávio Bauraqui. Duração 100 minutos. O filme conta a historia de Noel Rosa, um homem que mudou a história da música popular brasileira. Aos 17 anos Noel Rosa é um jovem engraçado, que possui um defeito no queixo, estuda Medicina e toca numa banda regional. Gosta da companhia de operários, negros favelados e prostitutas, com quem rapidamente faz amizade. Até que um dia conhece Ismael Silva, compositor que o desafia a compôr um samba. Noel usa uma paródia ao hino nacional para compôr Com que roupa?, que faz grande sucesso nas rádios de todo Brasil. A partir daí, Noel se dedica de vez ao mundo do samba, tornando-se um dos mais populares compositores brasileiros.

SERVIÇO:
DIA NACIONAL DO SAMBA NA SAVASSI
Dia 1 de dezembro – Domingo – a partir das 15 h
Rua Antônio de Albuquerque, entre rua Alagoas e Sergipe
Entrada Franca
Pede-se doação de um quilo de alimento não perecível.
Classificação livre
Informações: (31) 3463 1300
Assessoria de Imprensa:
Christina Lima – christina@christinalima.com.br – (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897

Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Selmma Carvalho apresenta o CD “Minha Festa” em BH

Depois de quatro anos, Selmma Carvalho lança novo álbum e apresenta show com composições próprias inéditas

Foto: Miguel Aun

A cantora, pianista e compositora Selmma Carvalho apresenta, no dia 27 de novembro (quarta-feira), às 19h30, o seu novo CD Minha Festa. Ela estará acompanhada pelo instrumentista Rogério Delayon em um show dentro do projeto Café com Música. A entrada é gratuita.

Este é o quarto CD da artista novalimense que, além de intérprete talentosa que todos conhecem e aplaudem, traz agora a sua verve de compositora em parcerias com alguns dos artistas mais importantes da nossa música popular. Com um repertório original, cheio de personalidade e sua voz delicada e doce, Selmma se mostra uma compositora madura, interpretando canções próprias com letras curiosas, abordando temas que exprimem sentimentos sobre fatos do cotidiano.

Em boa companhia, no CD “Minha Festa” Selmma registrou quatro composições de sua autoria: “Âncora” e “Imperfeição”, em que ela assina a letra e a música de duas canções marcantes, num misto de balada e pop gostoso que dá vontade de dançar. Paisagem pra você, em que Selmma convidou seu amigo Sérgio Moreira (que dispensa apresentação) para escrever a bela letra. A quarta música de sua autoria, intitulada A seu dispor, ela compôs com Vander Lee e Paulo Santos.

Entre canções inéditas, suas, de autores contemporâneos e regravações, o CD tem direção musical e arranjos de Rogério Delayon, que participa em todas as faixas se revezando em vários instrumentos. Na música que abre o disco, “Nômade”, de Samuel Rosa e Chico Amaral, Selmma divide os vocais com Chico César; as Formosas (Babaya, Celinha Braga e Lu Braga) emprestaram suas lindas vozes na faixa “Âncora”, da própria Selmma. Em Canção do amor doméstico, além de assinar a autoria desta música com Francisco Bosco, Fred Martins comparece cantando com Selmma. A música que dá nome ao CD Minha festa, de Nelson Cavaquinho e Guilherme Brito, tem marcante presença de Sérgio Pererê.

Nos instrumentos estão as participações luxuosas de: Rogério Delayon (violão, guitarra, 12 cordas, cavaquinho), Felipe Fantoni (baixo acústico), Jelber Oliveira (teclados e acordeon), Bill Lucas (percussão), Fernando Nunes (baixo), Leise Renhe (violinos) e Sérgio Silva (percussão).

A intérprete que todos conhecem nestes mais de 15 anos de carreira, aparece em releituras deliciosas, como nas faixas “Amor” de João Ricardo e João Apolinário, que ficou conhecida com os Secos e Molhados, e Se sorri ou se chorei de Ricardo Koctus (Pato Fu).



Neste show, além de canções do novo CD “Minha Festa” – 2013, Selmma mostrará algumas canções dos seus três CDs anteriores (“Selmma Carvalho” - 1996, Cada lugar na sua coisa - 2000 e O que será que está na moda?” – 2006).


Serviço
Selmma Carvalho
Show de Lançamento do CD “Minha Festa”
Café com Música
27 de novembro 2013
Entrada gratuita
Café do Palácio das Artes
Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1570 – Centro
Informações – Fone: (31) 3236-7400
Assessoria de Imprensa:
Christina Lima – christina@christinalima.com.br - (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897
Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

GRANDE FESTA “PERCUSSÃO BRASIL”

Pela Revitalização do Carnaval de BH

Foto: Olivia Porto

 No dia 24 de novembro (domingo) das 14h às 20h, na sede do Núcleo de Estudos de Cultura Popular – NECUP – (Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312 – Prado), será realizada uma grande festa para marcar o encerramento do projeto Percussão Brasil em 2013. Tendo inspiração nas comemorações referentes ao mês da Consciência Negra, o evento conta com a participação de grupos que trabalham com as mais diversas linguagens da cultura popular brasileira em Belo Horizonte e região. A Bateria Imperador, atração principal da noite, estréia seu novo show. 

O percussionista Rafael Leite é o idealizador deste projeto que durante dez meses realizou em BH oficinas que capacitaram ritmistas, dentro do universo das tradições percussivas da cultura popular brasileira e com ênfase no samba e suas derivações. Os participantes (cerca de 500) tiveram a oportunidade de assistirem aulas teóricas e práticas, além de vivências com mestres e diretores de agremiações ligadas ao carnaval, que proporcionaram um aprofundamento nos processos que envolvem a realização de atividades carnavalescas.
Com a retomada do carnaval de rua em Belo Horizonte em 2009, somente ano passado, mais de 100 blocos de carnaval desfilaram pelos bairros da cidade, nada mais oportuno da realização deste projeto que aconteceu durante todo o ano oferecendo oficinas para capacitação de jovens e adultos da cidade como ritmistas/percussionistas de bateria de escola de samba, blocos caricatos e grupos de percussão. As diversas ações do projeto fortaleceram o processo de formação de ritmistas, através de encontros entre mestres, estudantes e amantes de percussão e do carnaval, para que estes se tornem multiplicadores de conhecimentos, aprimorando e renovando a tradição dos grupos existentes na cidade e motivando o surgimento de novos grupos.

O projeto Percussão Brasil acontece até dezembro com aulas gratuitas no NECUP. Os encontros acontecem as quartas-feiras, de 19h30 as 22h, e aos sábados, de 15h 19h. O projeto tem patrocínio da Contax pela Lei Municipal de Incentivo a Cultura de Belo Horizonte.
Outras informações: 31 3295 0716


PROJETO PERCUSSÃO BRASIL

O projeto Percussão Brasil: Núcleo de Pesquisa e Formação há dez anos desenvolve atividades de preservação e difusão de manifestações da cultura popular de importante valor para a formação da identidade cultural do povo brasileiro. Para tanto, investe-se em processos criativos de pesquisa, estudo e formação continuada dentro das áreas de percussão, dança e teatro, além de treinamentos dentro da área corporativa. Os trabalhos têm contribuído para o desenvolvimento de diversos atores da cadeia da cultura de Belo Horizonte, tendo já se expandido para ações em toda Minas Gerais.
Nos ultimos três anos, o Núcleo vem realizando pesquisas e desenvolvendo métodos de ensino de modo a buscar a formação de agentes multiplicadores dos saberes e conhecimentos da identidade popular. Mantem-se acesas as tradições com aulas teóricas e práticas em música, teatro e dança, vivências com mestres e diretores de agremiações  de Maracatu, Tambor de Crioula, Côco e, principalmente de escolas de samba, proporcionando aos interessados um aprofundamento nas tradições brasileiras, além de expressões de países com semelhanças em sua gênese cultural, como é o caso de Cuba, Porto Rico e outros.

O NECUP – Núcleo de Estudos de Cultura Popular é uma associação sem fins lucrativos que mantém em sua institucionalidade a organização, fomento e divulgação dos vários gêneros da Cultura Popular. O NECUP tem sede própria com espaço para eventos, shows, ensaios, exposições e reuniões além de aulas de dança, percussão,capoeira e teatro. Conta também com a implantação de um cine clube e de uma biblioteca que possui vasto acervo que contempla áreas do folclore brasileiro, cubano, africano e da diáspora, além de vários documentários e instrumentos musicais.
A Bateria Imperador, grupo formado por alunos do projeto Percussão Brasil que participam dos cursos e vivências durante todo o ano, lança um novo espetáculo onde são explorados e incorporados elementos da matriz afrodescende em consonância com o tradicional samba, resultando em uma enérgica apresentação com a alegria e o swing característico do povo brasileiro.

PROGRAMAÇÃO/GRUPOS
O Samba da Meia-noite, que se apresenta quinzenalmente na Rua Aarão Reis, em frente à Serraria Souza Pinto, traz através da vivência de seus componentes a tradição do Samba-de-roda. Natural do Recôncavo Baiano se espalhou de acordo com a oralidade de cada região do país, sendo cantado ao som de tambores e conta com a típica dança da umbigada, manifestada pelos sambadores e sambadoras do grupo.
O Tambor de Crioula de São Benedito, coordenado pela percussionista mineira Daniela Ramos, representa a tradição do Tambor de Crioula do Maranhão, com as coreiras dançando ao som alucinante dos tambores e das loas entoadas por tocadores e cantores.
O Pata de Leão é um grupo de percussão de Belo Horizonte que trabalha os variados ritmos da cultura afro-brasileira. O grupo possui uma ampla pesquisa que contempla diversos toques das nações de maracatu. Além dos ritmos dançantes do maracatu, o Pata de Leão cria arranjos musicais inspirados nas brincadeiras populares do côco e da ciranda e apresenta também a forte singularidade dos cantos e toques do ijexá.

A Bateria Imperador, nasceu de resultados das diversas ações de formação do projeto Percussão Brasil. Apresenta a tradicional percussão das baterias de escolas de samba. Como resultado da pesquisa do percussionista Rafael Leite, traz belos arranjos percussivos, aliado a um repertório de sambas-enredo clássicos do carnaval brasileiro.



RAFAEL LEITE
Formado pela Ordem dos Músicos do Brasil em Teoria Elementar envolvendo História da Música e Teoria e Percepção Musical; estudou música africana com os professores Mamour Bar e Doudou N' Diaye Rosa; estuda percussão cubana com Santiago Reyther desde a Feira de Música Audiominas, realizada em Belo Horizonte, em 2003. Percussão cubana com o grupo folclórico Yoruba Andabo e Curso de Batás Nigerianos durante o Congresso Internacional da Cultura Yoruba: O Retorno a Terra Mãe em Julho de 2010; Curso de Bat Ritmos folclóricos com o grupo Tambolelê e Curso de Áudio Profissional durante a Feira de Música Audiominas em 2003; Workshop de Música do Corpo com a musicista Raquel Coutinho pelo Mercantil do Brasil Cultural; Ritmos do Candomblé Angola e Ketu com o ogã do Terreiro Oxumaré de Salvador/BA e coordenador do Monobloco Ney de Oxossi. Participou do V Festival Nacional de Choro em 2010 pela Escola Portátil de Música/RJ; Curso de percussão com o mestre Walter de França da Nação Maracatu Estrela Brilhante do Recife; Curso de Boi do Maranhão com mestres da cultura popular maranhense; A maior parte de sua formação vem de 18 anos de atuação na área de cultura popular com pesquisas pessoais e carreira artística de percussionista.

Serviço
Festa Percussão Brasil
24 de novembro, às 14h
Local: Núcleo de Estudos de Cultura Popular – NECUP
(Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312 – Prado)
Classificação: Livre
Informações: 31 3295 0716
Assessoria de imprensa:
Christina Lima – christina@christinalima.com.br – (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897
Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Grupo de Dança CAMALEÃO apresenta “RETINA”

Nos dias 21, 22, 23 e 24 de novembro (quinta a domingo) o Camaleão Grupo de Dança apresenta seu mais novo espetáculo “Retina” no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna – (Av. Afonso Pena, 4001 – Serra). A Direção Coreográfica é de Jorge Garcia, a direção artística de Inês Amaral e a direção geral de Marjorie Quast.

No palco cinco bailarinos Cintia Reyder, Dewson Santos, Nickolle Abreu, Patrick Vilar, Pedro Lobo e Sirah Badiola ao som de Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison, Kurt Cobain e Amy Winehouse dialogam através de seus movimentos numa linguagem urbana e contemporânea. O espetáculo tem patrocínio da Oi através da Lei Estadual de Incentivo a Cultura.

Foto: Lena Maia

O ESPETÁCULO
RETINA, segundo o bailarino e coreógrafo Jorge Garcia, é uma parte do olho responsável pela formação de imagens, ou seja, pelo sentido da visão. É como uma tela onde se projetam as imagens as retém e as traduz para o cérebro.
O homem contemporâneo não cessa de consumir imagens e é certo que seu olhar acolhe mais que a sua capacidade de refletir sobre elas. O olhar é feito de luz e sombra, do visível e do invisível, a sombra tem exatamente este poder, de produzir em nós uma espera sem nome. Cada olhar refletido questiona o estatuto da realidade, a partir da retina quem detecta essencialmente estas variações de luminosidade.
Partindo deste ponto e utilizando  musicas de  cinco jovens roqueiros que influenciaram sua geração e que morreram aos 27 anos, Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison, Kurt Cobain e Amy Winehouse, cinco bailarinos dialogam através de seus movimentos numa linguagem urbana e contemporânea, trazendo a tona uma sinestesia do ouvir com os olhos, observando e percebendo estas nuances.


O GRUPO
O CAMALEÃO é uma das companhias mais representativas do país, tem em seu repertório obras de destacados coreógrafos da atualidade, produções musicais exclusivas, importantes  colaboradores e berço de destacados artistas nacionais. Como diz o nome, o grupo se transforma, muda cor e brilho, multiplica gestos, levando a dança de forma expressiva e grandiosa por todo Brasil. O Camaleão é um grupo que transforma seu pensamento e sua dança ao longo dos anos, investindo em novos caminhos e propondo novas possibilidades de pesquisa e criação e fortemente preocupado com a qualidade de suas produções. É uma companhia estável, com um trabalho coeso com 14 montagens em seu repertório de destacados profissionais nacionais e internacionais.
SERVIÇO
GRUPO DE DANÇA CAMALEÃO apresenta “Retina”
Local: Teatro Oi Futuro - Klauss Vianna – Av. Afonso Pena, 4001 - Serra
Dias 21, 22, 23 de novembro – quinta, sexta e sábado – 20 horas
Dia 24 – domingo às 19 horas
Ingressos: R$ 15,00 interia / R$ 7,50 meia
Informações: 31 – 3281 9477
WWW.nucleoartistico.com.br - www.camaleaogrupodedanca.blogspot.com

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Projeto Meio de Campo com Marina Machado e Lula Queiroga

Depois do sucesso da primeira edição, sábado, dia 16 de novembro, a partir das 22 horas,
 acontece no Granfinos shows com Marina Machado e Lula Queiroga.


No dia 16 de novembro (sábado), acontece o segundo show do projeto cultural “Meio de Campo” – quando participarão a mineira Marina Machado e o pernambucano Lula Queiroga.

MEIO DE CAMPO

A música e o futebol são os dois principais símbolos da identidade brasileira, motivos de orgulho e alegria do povo e reconhecidos pela sua criatividade e excelência em todo o mundo. O meio-de-campo é um dos setores mais importantes do futebol, onde são armadas as jogadas, onde é feita a ligação da defesa com o ataque. A expressão popular “fazer o meio-de-campo” ganhou o sentido de mediação, ambientação, preparação do terreno.

É exatamente o que pretende este projeto, preparar e criar um meio de campo
para o encontro da música produzida em Minas e grupos de destaque de outras regiões, fomentando o intercâmbio cultural entre os artistas e oferecendo ao público encontros inéditos entre artistas de excelência.

O formato dos shows usa como metáfora um jogo de futebol, com 45 minutos para cada artista apresentar seu show, intervalo de 15 minutos para troca de palco e mais 30 minutos de prorrogação, onde os dois grupos se apresentam juntos no palco. Esse formato diferenciado propicia tanto o intercâmbio proposto, devido aos ensaios que serão realizados para a preparação da apresentação conjunta, como uma experiência díspar para o público.

Na edição do dia 16/11, acontece mais um encontro entre craques da música brasileira: Marina Machado e Lula Queiroga se encontram nessa partida musical!


MARINA MACHADO
A cantora mineira lançou recentemente seu terceiro CD, ‘Tempo Quente’. A gravação marcou a estreia do selo ‘Nascimento Music’, de propriedade de Milton Nascimento. O público poderá conferir a performance de Marina Machado uma mulher de voz marcante, interpretando baladas, bossas, samba e pop.

Com 15 faixas, “Tempo Quente” é o primeiro trabalho a ser lançado pelo selo ‘Nascimento Music’, de Milton Nascimento, com distribuição pela EMI. Depois de ter rodado por diversos países cantando ao lado de Milton, Marina se sente preparada para enfrentar os desafios e assumir a responsabilidade de ser o primeiro nome escolhido por Bituca para o lançamento de seu selo. O CD traz participações de Samuel Rosa, Seu Jorge e, claro, do próprio Milton, que também assina a direção artística.

Marina apresenta uma obra que, de acordo com a própria, pretende “harmonizar a vida das pessoas e demonstrar a preocupação com o mundo e com as relações pessoais”, falando de amor, inquietação e otimismo enquanto passeia por ritmos diversos. Em “Tempo Quente” a cantora interpreta composições de artistas consagrados, como Vinícius de Moraes, a dupla Roberto e Erasmo, Marcos Valle e Milton Nascimento, e obras de compositores menos conhecidos, escolhidos pela própria Marina e pelo produtor Dênio Albertini. 
Estarão no palco com Marina Machado: nos vocais - Celinha Braga, baixo - Alexandre Mourão, bateria - Lenis Rino, violões e ukelele - Tiago Borba e nos teclados - Richard Neves



LULA QUEIROGA
Depois do sucesso do disco e turnê “Tem juízo mas não usa” (2009), Lula Queiroga lançou novo trabalho independente, intitulado “Todo dia é o fim do mundo” que mostra a atual fase do multiartista pernambucano, já considerado pela APCA o melhor compositor do ano no país.

São 12 músicas que seguem a fórmula de sucesso dos discos anteriores de Lula: não ter fórmulas.
Das primeiras pancadas em “Se não for amor eu cegue” (co-autoria com o eterno parceiro Lenine) à delicada “Poeira de estrelas”, canção que encerra o álbum, com participações de Vitor Araujo e Marcelo Jeneci, o disco abre um painel poético, sonoro, rítmico que o torna inventivo e consistente. Todo dia é o fim do mundo nos conduz ao que há de mais contemporâneo na música brasileira atual. Cantores que gravaram músicas de Lula neste ano/2011: Roberta Sá, Mart’nália,
Lenine, Zé Renato, Elba Ramalho, Maria Rita, Teresa Cristina e Pedro Luís.

Palavras de Nelson Motta: “Lula Queiroga começa a ser reconhecido como um dos compositores mais interessantes de sua geração. Dono de uma linguagem própria movida a inteligência, humor e sensibilidade.”
No palco com Lula Queiroga estarão: no baixo - Luciano Queiroga, bateria - Luiz Eduardo, guitarra - Thiago Lima e nos teclados/sampler - Jean Pierre
MAIS INFORMAÇÕES
O projeto foi idealizado por Lailah Gouvêa e Makely Ka e realizado através da Lei de Incentivo à Cultura do Estado de Minas Gerias com patrocínio da Budweiser.

SERVIÇO:
Show: Marina Machado & Lula Queiroga
Local: Granfinos – Av. Brasil, 326 – Santa Efigênia
Horário: 22h
Ingresso: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 + 1 peça de roupa em bom estado ou 1kg de alimento não perecível
Outras Informações: (31) 3241 1482

Assessoria de Imprensa: Christina Lima (31) 3274 8907

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Cantora mineira Selmma Carvalho apresenta novo CD “Minha Festa”

Foto: Miguel Aun

Depois de quatro anos, Selmma Carvalho apresenta show com novo repertório e composições próprias inéditas

A cantora, pianista e compositora Selmma Carvalho estará no Café do Palácio das Artes, dias 20 e 27 (quartas-feira), às 19h30, dentro do projeto Café com Música, apresentando o show de lançamento do seu novo CD Minha Festa. Ela estará acompanhada pelo instrumentista Rogério Delayon. A entrada é gratuita.

Este é o quarto CD da artista novalimense que, além de intérprete talentosa que todos conhecem e aplaudem, traz agora a sua verve de compositora em parcerias com alguns dos artistas mais importantes da nossa música popular. Com um repertório original, cheio de personalidade e sua voz delicada e doce, Selmma se mostra uma compositora madura, interpretando canções próprias com letras curiosas, abordando temas que exprimem sentimentos sobre fatos do cotidiano.

Em boa companhia, no CD “Minha Festa” Selmma registrou quatro composições de sua autoria: “Âncora” e “Imperfeição”, em que ela assina a letra e a música de duas canções marcantes, num misto de balada e pop gostoso que dá vontade de dançar. Paisagem pra você, em que Selmma convidou seu amigo Sérgio Moreira (que dispensa apresentação) para escrever a bela letra. A quarta música de sua autoria, intitulada A seu dispor, ela compôs com Vander Lee e Paulo Santos.

Entre canções inéditas, suas, de autores contemporâneos e regravações, o CD tem direção musical e arranjos de Rogério Delayon, que participa em todas as faixas se revezando em vários instrumentos. Na música que abre o disco, “Nômade”, de Samuel Rosa e Chico Amaral, Selmma divide os vocais com Chico César; as Formosas (Babaya, Celinha Braga e Lu Braga) emprestaram suas lindas vozes na faixa “Âncora”, da própria Selmma. Em Canção do amor doméstico, além de assinar a autoria desta música com Francisco Bosco, Fred Martins comparece cantando com Selmma. A música que dá nome ao CD Minha festa, de Nelson Cavaquinho e Guilherme Brito, tem marcante presença de Sérgio Pererê.

Nos instrumentos estão as participações luxuosas de: Rogério Delayon (violão, guitarra, 12 cordas, cavaquinho), Felipe Fantoni (baixo acústico), Jelber Oliveira (teclados e acordeon), Bill Lucas (percussão), Fernando Nunes (baixo), Leise Renhe (violinos) e Sérgio Silva (percussão).

A intérprete que todos conhecem nestes mais de 15 anos de carreira, aparece em releituras deliciosas, como nas faixas “Amor” de João Ricardo e João Apolinário, que ficou conhecida com os Secos e Molhados, e Se sorri ou se chorei de Ricardo Koctus (Pato Fu).



Neste show, além de canções do novo CD “Minha Festa” – 2013, Selmma mostrará algumas canções dos seus três CDs anteriores (“Selmma Carvalho” - 1996, Cada lugar na sua coisa - 2000 e O que será que está na moda?” – 2006).


Serviço
Selmma Carvalho

Show de Lançamento do CD “Minha Festa”
Café com Música

Dias 20 e 27 de novembro 2013 

Entrada gratuita
Café do Palácio das Artes

Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1570 – Centro
Informações – Fone: (31) 3236-7400
Assessoria de Imprensa:
Christina Lima – christina@christinalima.com.br - (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897

Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Wilson Dias lança “Lume” - sexto disco de sua carreira

Foto: Marcelo Oliveira

Dia 20 de novembro – quarta-feira, às 20h30, no Teatro do Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 420 - Centro – BH), os fãs do violeiro, cantor e compositor Wilson Dias vão ouvir o que o artista chama de “canção de viola”, num show onde serão mostradas as canções que fazem parte do novo CD e outras que se destacaram na sua carreira.

No palco do Sesc além dos convidados especiais: a paulista Ná Ozzetti (que gravou no disco a canção “Fluvial”) e a mineira Maria Célia (que gravou “Céu”), estarão os músicos André Siqueira: direção musical, violão e Flugel Horn, Bruno Pimenta: Flauta, Gladson Braga: Percussão, Leonardo Pires: Bateria, Pedro Gomes: Baixo elétrico, Rodrigo Salvador: Rabeca e bandolim, Sérgio Rabelo: Baixo acústico e violoncelo e Vito Duarte: Oboé e Corne inglês.

Os apresentadores da noite serão Gonzaga Medeiros e Déa Trancoso. O show tem o patrocínio da Supermix Concreto S.A, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.
“Lume” é essencialmente um disco de canção. Por isso, nele, valoriza-se a sonoridade da palavra, chegando-se assim, à melodia, com o desejo de que o ouvinte pare e ouça a letra que, neste caso, é signo constitutivo do trabalho do compositor.
No repertório, treze canções. Onze em parceria com o poeta e jornalista João Evangelista Rodrigues. As outras duas são parcerias com a cantora e compositora Déa Trancoso e com o compositor Miguel Cangussu.
“Lume” potencializa a viola para dar asas à imaginação do artista e inaugurar o encontro entre música e letra. A comunhão é perfeita porque ambas trazem em si, sentimentos, saberes e falares mais fundos, vindos da mesma fonte: a riqueza cultural de Minas, visível nos cantos de trabalho, na religiosidade popular e em diversas vertentes musicais, que se fundem em diferenças bem-vindas. O violeiro desvenda fronteiras, rompe preconceitos, funde territórios urbanos e rurais, particulares e universais.
Nos acordes de uma viola caipira, discreta e bem executada, imagens e ecos vindos de um certo João Guimarães Rosa, inesgotável; de um Paulo Leminsk, irreverente; de sons de além-mar, da antológica e venerável Cesária Évora, do som forte e inconfundível dos tambores de congado, humilde reverência ao saudoso mestre e amigo, João do Lino Mar; dos imaginários mares interiores das Gerais. Mistura, com maestria, graça e ironia, no melhor estilo popular Don Quixote e Lampião.  
Para quem sabe que tudo passa tão depressa, arte e vida são inseparáveis. São fonte e raiz de uma única e comum Canção Urgente. Um lume que tudo reúne e alumia em nome da música.

Ficha técnica do show
Wilson Dias: direção geral, voz e viola caipira
André Siqueira: direção musical, violão e Flugel Horn
Bruno Pimenta: Flauta
Gladson Braga: Percussão
Leonardo Pires: Bateria
Pedro Gomes: Baixo elétrico
Rodrigo Salvador: Rabeca e bandolim
Sérgio Rabelo: Baixo acústico e violoncelo
Vito Duarte: Oboé e Corne inglês

Participações especiais: Ná Ozzetti, Maria Célia e Gustavo Guimarães: viola caipira

Técnico de som; Marcos Vinícios
Iluminação: Túlio Márcio

Apresentação:
Gonzaga Medeiros e Déa Trancoso

Produção: Nilce Gomes - Picuá Produções
Serviço:
Show de lançamento CD “LUME” – Wilson Dias
Data: 20 de novembro – quarta-feira - Horário: 20h30
Local: Teatro Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro, BH)
Ingressos: R$10,00 (inteira) R$5,00 (meia) + 1 Kg de alimento não perecível

Assessoria de Imprensa:
Christina Lima  - christina@christinalima.com.br - (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897
Heberton Lopes – heberton@christinalima.com.br – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219
Contatos para informações e entrevistas:
Picuá Produções - Nilce Gomes - Telefones: (31) 8515-7122 e 9113-1626